• Rubén Martins

5 Caças mais poderosos do mundo

Se o Raptor é considerado o caça mais poderoso, o F-35 é o mais versátil – podendo ser usado para todas as ocasiões, de batalhas aéreas a missões de espionagem. É também o único caça da classe STOVL, (“Short TakeOff and Vertical Landing” ou “decolagem em distâncias curtas e pouso vertical”).

Com um design semelhante ao do F-22, muitos consideram o Lightning II como uma versão menor do anterior. Mas embora parecidos, ele é menos veloz que seu “irmão maior”, atingindo Mach 1.6 (1.960 km/h).

Para manter sua supremacia militar e soberania nacional, grandes potências mundiais costumam investir fortemente em projetos de defesa. Como no caso dos Estados Unidos, o orçamento reservado ao armamento, transporte e treinamento das forças armadas pode chegar a números exorbitantes, superando a casa dos 700 bilhões de dólares anuais.

Para verdadeiro deleite dos fãs de aviação, muito destes investimentos acabam sendo destinados ao desenvolvimento e manutenção da linha de frente das Forças Aéreas, que seguem atualizadas com máquinas de guerra cada vez mais complexas e extremamente poderosas!

Para você se manter por dentro das principais unidades em atuação, separamos uma lista com cinco dos caças mais potentes da atualidade — e seus avançados sistemas para confundir o inimigo:

F-22 Raptor

Visto como o caça de combate mais poderoso do exército americano, o F-22 foi criado para ser imbatível, tanto no ar quanto na terra. Para isso, ele trabalha com armamentos pesados, como sua metralhadora M61A2 e dois mísseis AIM-9, além de sua capacidade de atingir velocidades de até Mach 2.2 (2.410 km/h).

No entanto, se necessário, ele pode assumir ainda mais poder de fogo. Numa disputa ar-ar, por exemplo, ele ganha até seis mísseis AIM-120 AMRAAM. Ou ainda, para o caso de um bombardeio, troca quatro deles por duas bombas de 1000 libras GBU-32 JDAMs.

Embora não seja sua especialidade, o Raptor também é capaz de cumprir missões de reconhecimento. Tudo graças à presença de sensores ultratecnológicos e de sua estrutura especial, feita com materiais que o tornam praticamente invisível aos radares.

F-35 Lightning II

Se o Raptor é considerado o caça mais poderoso, o F-35 é o mais versátil – podendo ser usado para todas as ocasiões, de batalhas aéreas a missões de espionagem. É também o único caça da classe STOVL, (“Short TakeOff and Vertical Landing” ou “decolagem em distâncias curtas e pouso vertical”).

Com um design semelhante ao do F-22, muitos consideram o Lightning II como uma versão menor do anterior. Mas embora parecidos, ele é menos veloz que seu “irmão maior”, atingindo Mach 1.6 (1.960 km/h).

Eurofighter Typhoon

Este avião merece destaque por ter criado uma verdadeira família de caças: ele é atualmente usado por diversos exércitos, e para cada local recebeu diferentes configurações em sua estrutura. Alguns, por exemplo, contam com um revestimento para ser “invisível” a radares; outros, como no caso do modelo usado pela Arábia Saudita, têm seu canard invertido, para ganhar mais estabilidade nos voos.

O design único de suas asas, em forma quase triangular, permite que atinja velocidades de até Mach 1.6 (1.960 km/h) ao preço de perder em estabilidade — motivo pelo qual, no Typhoon, o canard (as asas menores ao lado da cabine) tem extrema importância para o controle da nave. Mas apesar da aparência um tanto incomum, é uma verdadeira máquina de guerra, capaz de carregar uma quantidade enorme de mísseis e bombas.

MiG-35

O russo MiG-35 foi feito a partir de um modelo de demonstração do MiG-29M2. Seu sistema de rastreamento por radar é um de seus maiores destaques – o que, junto de seu sistema de defesa automática, garante que o veículo consiga se proteger sem que o piloto precise se preocupar. Por se tratar de um dos projetos de caça mais novos (seu primeiro voo de testes foi em 2007), o MiG-35 ainda deve ganhar muitas melhorias. E se apenas seus primeiros protótipos já são promissores, é provável que a versão final mostre características ainda mais impressionantes.


Gripen

O mais veloz da lista, o Gripen consegue alcançar Mach 2 (2.450 km/h) com a ajuda de sua turbina desenvolvida pela Volvo. É relativamente pequeno, em comparação a outros aviões da mesma classe, e suas asas também tem forma triangular. Mesmo assim, não perde nada no quesito armamentos: carrega um canhão 27 mm Mauser e mísseis AIM-9 Sidewinder ou AIM-120 AMRAAM, além de bombas guiadas a laser.


Fonte: Hangar33

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

© 2018 Claudino Junior

   Rua Imaculada Conceição, 363 - Curitiba, PR