• Rubén Martins

Beretta: O carro com nome de arma

O carro: o Chevrolet Beretta foi um cupê de tração dianteira produzido pela General Motors nos EUA entre 1987 e 1996, e seu estilo é assinado pelo mesmo departamento de design da GM que criou o Camaro e o Corvette da época, o Chevrolet Exterior Studio 3.

Apesar de usar uma plataforma diferente, ele tinha o mesmo conjunto mecânico do Chevrolet Cavalier, que por sua vez era gêmeo de plataforma do nosso Chevrolet Monza. Seu motor mais forte era usado na versão Z26: um V6 de 3,1 litros e 160 cv. Não é o GM dos anos 90 mais lembrado do mundo, mas até que seu visual era bacaninha.


A arma: como dissemos, na maioria dos casos o fato de um carro ter o mesmo nome que uma arma de fogo é coincidência. No caso do Chevrolet Beretta, este é o nome de uma famosa fabricante de armas italiana, a Fabbrica d’Armi Pietro Beretta S.p.A, fundada por… Pietro Beretta. Costuma-se chamar de Beretta, de forma geral, qualquer arma fabricada pela Beretta. A Beretta fornece a pistola M9 para o exército norte-americano desde 1985.

A Chevrolet se meteu em problemas por causa do nome do carro, inclusive: no fim dos anos 80 a empresa italiana levou a fabricante de automóveis ao tribunal, acusando a GM de violar os direitos da marca. Em 1989 a disputa foi resolvida: para continuar chamando o Chevrolet Beretta de Chevrolet Beretta, a General Motors precisou fazer uma doação de US$ 500.000 a uma instituição de caridade apoiada pela fabricante de armas. Além disso, as duas empresas trocaram presentes simbólicos: a Chevrolet deu à Beretta um carro, e a Beretta deu à Chevrolet um par de espingardas.

Ah, e quem jogou Resident Evil (o primeiro do PlayStation) vai lembrar da Beretta M92FS, que já apareceu em praticamente todos os títulos da franquia.


Fonte: flatout

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

© 2018 Claudino Junior

   Rua Imaculada Conceição, 363 - Curitiba, PR