• Rubén Martins

Simo Häyhä - A Morte Branca

Simo Häyhä (1905-2002) era um fazendeiro que havia prestado serviço obrigatório no exército finlandês por um ano. Em 1939, quando a União Soviética invadiu a Finlândia, decidiu se juntar a uma milícia paramilitar (Guarda Branca) e defender sua pátria. Ele se escondia na floresta e emboscava soldados soviéticos – isso sob temperaturas entre -40ºC e -20ºC. Por sua camuflagem na neve, Häyhä recebeu o apelido de Morte Branca. Durante os três meses em que lutou na Segunda Guerra Mundial, 505 mortes foram registradas em seu nome.

Mesmo depois de o exército inimigo ter organizado várias missões para eliminar Häyhä, não houve sucesso: ele matou todos os soldados enviados para executá-lo. Apenas em março de 1940 um deles acertou a cabeça de Morte Branca com um tiro de munição explosiva, que não o matou, mas deixou sua mandíbula comprometida. O atirador morreu em 2002, aos 96 anos.


Fonte: Wikimedia Commons

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

© 2018 Claudino Junior

   Rua Imaculada Conceição, 363 - Curitiba, PR